Temperamento irascível

Os enfezados que se cuidem. Pesquisas recentes confirmam que ataques freqüentes de raiva podem abalar não apenas o corpo físico, mas também a psique e a mente do raivoso.

“Sabia-se que os hormônios do estresse, tais como o cortisol e a adrenalina, produzidos em grande quantidade pelo organismo durante os acessos de raiva, contraem os vasos sangüíneos e fazem subir a pressão arterial e o ritmo cardíaco.Mesmo após uma semana, não existe sinal de redução do efeito.”(International Journal of Psychophysiology).

A raiva é uma emoção poderosa. Raiva descontrolada pode conduzir a discussões, brigas e ofensas morais e físicas, pancadarias e até automutilações. Por outro lado, a raiva bem gerenciada pode se tornar uma emoção útil, capaz de motivar transformações positivas na pessoa. Mas como gerenciar positivamente a raiva, e transformá-la em uma fonte de energia?

Um grupo de terapeutas italianos que se apresenta com o nome de Viviamo in Positivo (Viver positivamente, site: www.viviamoinpositivo.org) oferece um método para o controle da raiva conhecido como Método por Afirmações, que vale a pena conferir.

Com a raiva controlada, você estará completamente livre para escolher a paz ou a guerra. Reconhecer esta e agir de maneira coerente com a sua escolha depende unicamente de você.

Matéria publicada por Luís Pellegrini